segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

PARA *2011* *POESIA DE ANA VASSALO*


[O COMENTARIO SERA' SEU!]


*Do Voltar...*



na escuridão de cada final
renasce uma aurora boreal...

sabes, o céu tem alvuras
e muitas páginas por ler

que protege nas alturas
o futuro por saber

há o amor preso nas horas
e há o abraço que demora

o voltar que junta as mãos
em laço e celebração

e a vontade de correr
a liberdade do mar

estou aqui a indagar
da pontuação de esquecer

neste conto sem regresso
sei o tempo que não é

no relógio acerto a fé
e de ilusão me adormeço

voltar...
é essa onda a sorrir
que o coração quer abrir
num mau momento do mar...


Ana Vassalo
28-09-2010 - 01:26

Sem comentários:

Enviar um comentário